Abramos el cesto del sagrado saber
Que hablen nuestros ancestros
Dejemos sonar los cantos y rezos ancestrales
Que nos guíen por los caminos de La paz
E La compresíon entre los hombres

02 junho 2009

Agenda do Espaço Rapa Nuy para Junho/2009


19/06 - 18:30 h - Sexta-feira
Temazcal para Mulheres

Temazcaleira: Cris Machado

Na língua Lakota, falada pelos Sioux, significa "Útero da Mãe Terra". Nele, intervêm os quatro elementos: a Terra, que nos apoiamos, o Fogo, onde as pedras são aquecidas, a Água, colocada sobre estas e o vapor, representando o Ar. São utilizadas, também, plantas medicinais.

Trata-se de uma tradição milenar usada por várias etnias ameríndias com o objetivo de curar, limpar e purificar corpo e espírito. Seu uso através da história tem sido tanto terapêutico como ritual em cerimônias, e a sua prática sobrevive graças à tradição oral das comunidades indígenas e, atualmente, devido ao crescente interesse da sociedade contemporânea em resgatar suas raízes e buscar uma melhora na qualidade de vida.

O ritual acontece após o aquecimento de várias pedras em uma grande fogueira, sendo elas então levadas a uma tenda em formato de um útero. No interior da cabana, os participantes, envoltos em um clima de profundo amor e reconhecimento ao sagrado da vida, entoam cantos tradicionais e tocam tambor e maracá.

O vapor d’água mesclado com o perfume das ervas medicinais contribuem para a saúde do corpo, de uma forma natural, desobstruindo os poros da pele, dilatando os vasos sanguíneos, proporcionando, assim, eliminação de toxinas e melhoras ao aparelho respiratório e imunológico.

Os ensinamentos ancestrais dão conta que somente podemos seguir um belo caminho quando estivermos livres de antigas memórias que nos aprisionam. Um dos propósitos do temazcal é este, o resgate do passado e a vivência do “agora”, para que possamos projetar uma boa vida, para nós e as futuras gerações.

(extraído de http://www.tempodovento.com.br/rituais_temazcal.htm em 02/06/2009)


25/06 – 20:00 h - Quinta-feira
Círculo de Cantos Sagrados

Facilitadora: Cris Machado


Os cantos são um guia de luz pelas sendas da intenção. O círculo é um lugar para compartilhar.
Esta será uma noite para cantar, abrir o coração, soltar a voz. A oração toma a forma de canção; a canção flui no espaço, ecoando na natureza. Cantar com o toque da alma, cantar para a água, para o vento, para a terra e para o fogo. Cantar para que nos ouçam, cantar para ouvirmos o outro. Memórias vivas da sabedoria ancestral.


27/06 – 20:00 h - Sábado
Cerimônia do Cachimbo Sagrado

Condutora: Cris Machado


Cachimbo Sagrado é uma medicina sagrada ancestral, recebida pelos Lakota pela Mulher Novilho Búfalo Branco.

Através da fumaça do tabaco, honramos as direções sagradas, o céu, a terra e todas as nossas relações. Também estabelecemos nossos propósitos e agradecimentos. O tabaco é sagrado para praticamente todas as tradições nativas das Américas, como sendo um veículo de contato e reverência ao Grande Espírito, às forças e energias.

Nós recebemos o Cachimbo para poder enviar nossas preces e manifestar nossa gratidão ao Grande Mistério e para simbolizar a Paz entre todas as Nações, Tribos e Clãs. O fornilho do Cachimbo representa o aspecto feminino de todas as coisas vivas e o tubo é o símbolo do aspecto masculino em todas as formas de vida. O simples ato de colocar o tubo no fornilho simboliza união, criação e fertilidade.

(trecho retirado do livro "As cartas do Caminho Sagrado")