Abramos el cesto del sagrado saber
Que hablen nuestros ancestros
Dejemos sonar los cantos y rezos ancestrales
Que nos guíen por los caminos de La paz
E La compresíon entre los hombres

14 março 2011

Resgatando o Feminino Ferido c/ Sthan Xannia

A Roda Oeste

Resgatando o Feminino Ferido

11/04 - 19h30min

Facilitador: Sthan Xannia

Público: Feminino

O ser Mulher, talvez seja o aspecto da vida que mais tenha sofrido repressões e traz em si marcas dolorosas que podem refletir em grandes estagnações energéticas, congelamentos e infelicidades.

Quanto mais conhecemos e compreendemos essas energias, abrimos caminho para uma vida vibrante e um equilíbrio interno. Assim, podemos viver e ser a nossa própria essência.

Dentro da tradição nativa o feminino está posicionado no Oeste. Esta direção traz a possibilidade da clareza de vários aspectos. Tudo que se relaciona com este ponto cardeal nos fala de medos, sombras, mágoas profundas, a força do ser mulher, plenitude do sagrado feminino, como também nos traz as ferramentas de como aprender a nos posicionar dentro do que é sagrado para que este feminino seja verdadeiro e sem medos.

Viver esta essência significa AMAR A SI MESMO, criando melhores condições de encontrar parceiros que possam compartilhar a vida de forma verdadeira e íntima.

Cada ser humano está ligado consciente ou inconscientemente às energias que fluem do Universo. A partir do momento em que desabrochamos para elas, criamos uma participação ativa dentro desse fluxo que nos permite perceber com clareza as manifestações deste feminino.

A possibilidade de curar as feridas do feminino representa o caminho mais direto para entrarmos em contato com este mar de energia que pulsa, vibra e mantém amorosamente a vida.

Esta vivência destina-se a todas que queiram relembrar e aprender o caminho do coração e sonham em celebrar e dançar a plenitude de estar vivas.

"Resgatando o ser Humano para dentro da sua forma Sagrada de existir"
(Sthan Xannia)

Organização: Clã Filhas da Lua
Ana Paula Andrade